logo dedcnova

logo sc sdc




Após certificar radar Sul nos EUA, equipe da Defesa Civil retorna ao Brasil

 

WhatsApp Image 2017-04-07 at 20.55.03

Foto: Defesa Civil SC

A secretaria de Estado da Defesa Civil concluiu a certificação do radar que vai cobrir o Extremo-Sul de SC. O trabalho foi realizado na fábrica do aparelho nos EUA. Nesta segunda-feira (10), o grupo o Gerente de Monitoramento e Alerta, Frederico Rudorff; Gerente de Tecnologia e Informação Rafael Damiani;  Diretora Administrativa Financeira, Adriana Dorfey; e o Secretário Rodrigo Moratelli, estarão em solo catarinense. Eles estiveram na empresa norte americana fazendo testes de aceitação em fábrica. O aparelho ficará em Araranguá no mesmo espaço do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres Regional.

O secretário de Estado, Rodrigo Moratelli, explica que foram verificados os itens estruturais do reboque e adequação à legislação brasileira, de acordo com o Termo de Referência; geração de energia; estrutura e procedimentos de manutenção da antena e do gabinete de dados; conferência das peças sobressalentes; e analise do software de operação do radar.

"Foram apontado itens para adequação antes do envio do radar para Santa Catarina o que deve ser finalizado em menos de um mês. Também será instalado um sistema de climatização redundante para garantir a segurança do equipamento", disse Moratelli.

O secretário completa ainda que além da parte técnica foram ajustados os procedimentos para a importação a fim de evitar problemas e garantir o prazo estipulado em contrato. "O objetivo é garantir o cumprimento das especificações técnicas, a estabilidade e qualidade do produto. Tudo isso para que a equipe de meteorologia e especialistas em desastres possam utilizar da melhor forma os dados gerados pelo aparelho. Toda essa estrutura de radares em SC é para tornar nosso Estado mais seguro, adequado aos padrões internacionais", afirma Moratelli.  

Operação do Radar Sul

Depois que o radar Sul estiver pronto para operar, será feito o treinamento de operação com as equipes de meteorologia e especialistas em desastres. Após o treinamento será realizada a operação assistida por mais 30 dias.

WhatsApp Image 2017-04-07 at 18.04.47

O radar ficará no município de Araranguá, junto ao Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres Regional. O aparelho móvel será responsável pela cobertura da região Sul de Santa Catarina. O investimento do governo do Estado, através da secretaria de Estado da Defesa Civil, é de R$ 3.401.222,00. Os recursos são do Pacto por SC, financiados pelo Banco do Brasil.

Radares banda X operam com comprimentos de onda entre 2,5-4 cm e frequência entre 8-12 GHz. O gerente de Monitoramento e Alerta, Frederico Rudorff, explica que por ter comprimento de onda menor, os radares banda X são mais sensíveis e podem detectar partículas menores. "Esses radares são frequentemente utilizados para pesquisa e apresentam melhor desempenho para detectar precipitação leve e neve. Por serem menores e mais leves podem ser fabricados como unidades transportáveis, como é o caso deste radar que está sendo adquirido", esclarece. O alcance do radar banda X é entre 100 e 150 km. Ele vai cobrir cerca de 52 municípios.

O radar está numa carreta de 2, 63 m de largura e 5, 64 m de comprimento. A altura da base até o topo da radome (que protege a antena) é de 3, 50 m. Ele é rebocado por uma caminhonete. 


© 2012 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |