logo dedcnova

logo sc sdc




II Seminário Regional da Defesa Civil reúne gestores municipais em Criciúma

 

foto3

 

Com o tema “A gente não pode mudar o passado, mas pode prevenir o futuro”, coordenadores municipais de Defesa Civil e gestores municipais estiveram reunidos na Agência de Desenvolvimento Regional para o II Seminário Regional da Defesa Civil do Estado. O encontro contou com a participação do secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli e discutiu a importância da política de proteção e defesa civil nos municípios a fim de despertar o interesse da resiliência local.

Dados da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) apontam Santa Catarina como o estado com a maior diversidade de desastres do Brasil, sendo ainda, a maior perda per capta e por km². “Para irmos de encontro a esse problema precisamos de um plano de ação, estruturação, protocolos, treinamento, inclusive para a população para que ela tenha consciência de Auto-Proteção. Somados tecnicamente estaremos preparados para conviver com os cenários de risco que estamos expostos”, explicou Moratelli.

foto4

Durante o seminário, o secretário palestrou falou sobre a importância da estruturação da defesa civil no Estado e Município. "Este ano teremos 100% de cobertura por radares em Santa Catarina, Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) na Capital ligado a outros 20 Centros Regionais; e o Plano de Contingência Municipal é uma das ferramentas que compõe essa estrutura para que aconteça o conjunto de ações integradas", comentou.

“A coordenadoria regional da Defesa Civil e ADR vem desempenhando um papel fundamental de apoio e prevenção em nossos 12 municípios. Além do suporte na hora dos desastres, estamos testando técnicas, como na Serra do Rio do Rastro para evitar deslizamentos”, assegurou o secretário executivo da ADR, João Fabris.

Para o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro é dever do gestor municipal evitar que danos maiores aconteçam a população. “Não basta só aguardar o fato acontecer para fazermos alguma coisa. Nós servidores públicos temos a responsabilidade de ajudar a prevenir desastres maiores. Em Criciúma, atuamos na área central com a construção do canal auxiliar para evitar as enchentes”, lembrou.

 foto2 1

O evento contou ainda com a participação de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil e encerrou com palestras com as diretorias de Respostas aos Desastres e de Prevenção. Até agora, a secretaria já passou em 13 microrregiões atingindo mais de 200 municípios. A meta é atingir todo o Estado até setembro.

Texto e fotos: 

Cleiton Ferrasso/ Ascom Defesa Civil 

Paula Daros Darot/ Ascom ADR Criciúma

 


© 2012 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |