logo dedcnova

logo sc sdc




Retrospectiva Defesa Civil SC 2017

IMG 20171229 163309

 

 

O ano de 2017 é considerado um marco para a secretaria de Estado da Defesa Civil. Todo o projeto de Proteção e Defesa Civil já é perceptível, como a sobre-elevação das barragens no Vale do Itajaí, alertas via SMS, ampliação da cobertura meteorológica, implantação do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CIGERD) entre outras ações. Acompanhe os principais destaques da secretaria.

Cobertura meteorológica

O ano de 2017 entrou para a história da meteorologia catarinense. Pela primeira vez, Santa Catarina passou a ter 100% de cobertura por radares fabricados especialmente para a previsão de curto prazo. A Defesa Civil SC já contava com o radar do Vale, em Lontras, e em agosto deste ano entregou o radar do Oeste, em Chapecó. Outro móvel chegou no segundo semestre do mesmo ano para cobrir a região Sul do Estado. Com esses três equipamentos, a qualidade do serviço de monitoramento deu um grande avanço.

Radar do Oeste: Localizado no Bairro Desbravador, Chapecó, a 822 metros de altitude,  torre de 16,5 metros de altura. Possui alcance de 200 km até 400km no modo vigilância.

Radar do Vale:O radar do Vale, localizado a 900 metros de altitude em Lontras, também possui um alcance de 200km de monitoramento detalhado e até 400 km no modo vigilância.

Radar móvel:O radar móvel possui um alcance de até 100 km e é responsável pela cobertura do sul de Santa Catarina. Apesar da base ser em Araranguá, em situações de crise ele pode ser transportado ao ponto mais estratégico para a previsão local detalhada.


O sinal emitido pelos radares consegue informações para apontar a formação de instabilidades como por exemplo, as tempestades. Também identifica chuva, granizo, neve, direção e intensidade do vento.

 Radar Oeste Foto Julio Cavalheiro SECOM

Radar do Oeste. Foto:Júlio Cavalheiro (Secom)

 

Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd)

Na fase final de obra, a Secretaria de Estado da Defesa Civil está construindo o Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd). Localizado na Avenida Governador Ivo Silveira, 2320, tem previsão para ser inaugurado em março de 2018. O Centro faz parte do novo sistema de proteção e defesa civil que está em fase de implantação em Santa Catarina.

Além de ser a sede da Defesa Civil SC, A estrutura busca integrar os esforços dos diversos setores e órgãos do Estado para o gerenciamento dos riscos e desastres e, com isso, reduzir os impactos na população em uma situação de eventos adversos.

O prédio vai contar com o Centro de Monitoramento e Alerta, Meteorologia, Sistema de Hidrometeorologia, Geologia, Mapeamento de Áreas de Risco, Planos de Contingência, Planos de Ações Emergenciais, Gestão de Crise e Respostas a Desastres.

CIGERD Florianópolis - Foto Cleiton Ferrasso

 

Cigerd Regional

Em 2017, a secretaria de Estado da Defesa Civil também iniciou a instalação de 20 centros regionais também chamados de Cigerd Regional. Cada Cigerd Regional será a sede do coordenador regional da Defesa Civil. Quando algum evento adverso atingir a região de abrangência, o centro será o ponto de encontro para as autoridades tomarem as decisões.

Ele possui vídeo conferência, possibilitando contato direto com a base em Florianópolis; sala de situação; escritório; cozinha; banheiro; quarto; garagem e gerador de energia própria, caso falte energia elétrica na cidade. Todos estão na fase de finalização e ajustes nos detalhes.

CIGERD REGIONAL - JOINVILLE - FOTO Edival Pereira Defesa Civil SC

 

Número de kits de transposição de obstáculos instalados em 2017

Em 2017, a Secretaria de Estado da Defesa Civil entregou 47 kits de transposição de obstáculos para 34 municípios. No total, são R$ 3.309.311,73 investidos na prevenção dos catarinenses. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Proteção e Defesa Civil (Fundec).           A ação é realizada em parceria com o município, que constrói as cabeceiras e finaliza os acessos.

O kit é de concreto, pré-fabricado, custa cerca de 50% de uma ponte convencional e pode suportar até 70 toneladas. Ele substitui as pontes antigas danificadas pelo tempo ou pela força da água quando chove muito. Sua montagem é rápida. Em até 2 horas está instalado no local.

Desde 2013 até agora, a Defesa Civil SC já instalou 315 kits em Santa Catarina.

 KIT TRANSPOSICAO EM SALETE 15x5 m foto Odair José Ferreira 4

Assistência humanitária prestada em 2017

Item Assistência Humanitária

Quantidade 2017

Acomodação Casal

249

Acomodação Solteiro

218

Água potável litros

17340

  1. básica 7 dias

3120

Colchão casal

249

Colchão solteiro

1086

Cumeeiras

549

Kit higiene

808

 

Kit de limpeza

2680

 

Parafuso

6554

 

Prego kg

4564

 

Telhas 4mm

10159

 

Telhas 5mm

1550

 

Telhas 6mm

6554

 

Lona usadas do estoque

461

 

Total R$

1.139.827,07

 

 


Seminários Regionais

Para capacitar as defesas civis dos municípios bem como seus gestores, a secretaria de Estado da Defesa Civil realizou 20 seminários Regionais. Com palestras e oficinas, os encontros iniciaram em março e duraram até setembro. Eles foram realizados em parceria com a Federação dos Municípios Catarinenses (Fecam), que conta com suas Associações distribuídas no Estado. No total, mais de 1000 pessoas foram capacitadas.

Seminário Regional

 

Casas modulares instaladas em 2017

 

Ainda no ano de 2017, a secretaria de Estado da Defesa Civil entregou 35 casas modulares. Isso significa que 35 famílias deixaram de morar em área de risco. As moradias foram entregues nos municípios de Cocal do Sul (1), Lauro Müller (6), José Boiteux (5), Vitor Meireles (3) e Rio Negrinho (20). Os investimento do governo do Estado, por meio do Fundo Estadual de Proteção e Defesa Civil, são R$ 2.178.750,00. O terreno e a infraestrutura é responsabilidade do município.

Casas Rio Negrinho  2 

Comunicação de Alertas

 

A secretaria de Estado da Defesa Civil trabalha com diversas plataformas de comunicação para informar a população sobre os alertas. Em 2017, iniciou o projeto de alertas por mensagem de texto no celular. O trabalho começou em fevereiro, como piloto, para 20 municípios. Em outubro de 2017, o serviço expandiu para todas as cidades. Para receber alertas via SMS, envie o CEP de seu interesse para 40199.Há também as plataformas na rede social como o Facebook, Twitter, Instagram e site oficial. 

 

Destaques e prêmios da área

A Secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o Prêmio  Sasakawa Award pelo projeto de prevenção. A conquista é resultado da implantação do Projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada de Risco em Desastres Naturais no Brasil (Gides), na qual Santa Catarina teve o município de Blumenau como piloto.

O Prêmio Sasakawa Award é concedido a cada dois anos para organizações, indivíduos ou iniciativas que contribuam para salvar vidas e reduzir a mortalidade global por catástrofes naturais. Devido as chuvas e o gerenciamento das cheias em SC entre maio e junho, a equipe da secretaria de Estado da Defesa Civil não pôde comparecer no ato de entrega. Então, o Ministério das Cidades encaminhou o certificado para a secretaria de Estado da Defesa Civil em 9 de junho.  

 

Desafios para o próximo ano

O ano de 2018 marcará um novo ciclo para secretaria de Estado da Defesa Civil. Será uma fase em que todo o sistema de proteção e defesa civil começa a estar conectado. Com as estruturas em funcionamento, o treinamento com a população e equipes municipais continuam. Tudo para fomentar a cultura de prevenção e gerenciamento de riscos. 

- Operação do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de Florianópolis com os 20 Cigerd´s Regionais. 

- Sistema Integrado de Proteção e Defesa Civil (SisDC). Uma plataforma que facilita o trabalho de quem está na ponta, como os agentes municipais, para incluir e elaborar o Plano de Contingência bem como adicionar dados para decretação de Situação de Emergência ou Calamidade Pública.

- Mapeamento de risco geológico e hidrológico em nos municípios. O trabalho é uma parceria entre governo do Estado e Federal, por meio do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

 - Conscientização da população para uma cultura preventiva.

- Trabalho regionalizado e treinamento com as equipes.

- Aquisição de uma antena para recepção de imagens via satélite Goes -R 

 


© 2012 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |