logo dedcnova

logo sc sdc




Inicia II Seminário Internacional de Proteção e Defesa Civil

IMG 5022

 

Começou nesta terça-feira, 13, o II Seminário Internacional de Proteção e Defesa Civil em Florianópolis. O evento ocorre até amanhã, 14, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras. Cerca de 1800 pessoas fizeram a inscrição. A abertura contou com diversas autoridades presentes, entre elas, o governador do Estado Eduardo Pinho Moreira.

Em seu discurso, Moreira destacou a capacidade que Santa Catarina tem de superar os desastres, mas agora é preciso incentivar a prevenção. “Eu como médico sempre destaco a prevenção e é isso que hoje estamos fazendo e aprendendo neste Seminário. Quando vejo na plateia diversos coletes percebo que estamos avançando no assunto. Parabéns pelo evento”, destacou o governador.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, também reforçou a necessidade de mais prevenção e instinto de autoproteção. “Devido aos desastres que Santa Catarina enfrentou, tivemos muitas perdas humanas e capitais. Paralelo a isso percebemos o avanço em proteção e defesa civil frente aos eventos adversos que nosso Estado superou. Precisamos despertar a percepção de risco nas pessoas e instinto de autoproteção”, disse.  

Durante a abertura do evento, em sua palestra, Moratelli apontou os principais desafios que o Estado passou e a evolução da secretaria de Defesa Civil. “As crises sempre estarão presentes. Precisamos saber conviver com elas para que não se tornem um desastre”, afirmou. Para reforçar sua tese, Moratelli explicou os projetos que a secretaria tem feito e está fazendo com um planejamento de prevenção até 2029. O tema de sua palestra foi “Santa Catarina resiliente – 10 anos após o desastre de 2008”.

IMG 4960

 

A manhã do primeiro dia de Seminário contou também com palestra internacional de Allan Lavel, da Costa Rica, um dos maiores nomes em gestão de riscos e desastres, reconhecido pela ONU no prêmio Sasakawa. Com o tema: “Mudança de conceitos, diferentes práticas e políticas públicas diante do risco de desastres”.

Lavel destacou as grandes transições e alterações climáticas nos últimos anos, e como as políticas públicas devem ser pensadas perante a leis ainda defasadas. “É preciso enfrentarmos os riscos de forma nova e estarmos atentos às atuais condições climáticas. Não temos como evitar os desastres, mas devemos nos preparar e buscar melhorias quanto a estrutura e as práticas profissionais, que é isso que estamos discutindo aqui”, ressaltou.

IMG 1353

 

O II Seminário Internacional de Proteção e Defesa Civil é uma organização da secretaria de Estado da Defesa Civil, com apoio da UDESC, UFSC, UNISUL, LAB-RED, FAPESC, Instituo Federal Catarinense, Revista Gestão e Sustentabilidade Ambiental, Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina e Associação Brasileira de Pesquisa Científica Tecnologia e Inovação em Redução de Risco de Desastres. Ainda conta com apoio institucional do Ministério da Integração Nacional.

O objetivo do seminário é debater a importância das políticas públicas e sua inter-setorialidade na redução de risco de desastres, e sua inter-relação com as mudanças climáticas, os migrantes e refugiados, os modelos e opções de desenvolvimento, a segurança pública, a logística humanitária, as ameaças e vulnerabilidades, na perspectiva do Quadro de Ação de Sensai.

A programação segue nesta terça-feira até às 19h com palestras e sessões temáticas. Nesta quarta-feira o seminário inicia às 8h30 já com palestras. Para saber tudo acesse sipdc2018.com.br .


© 2012 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |