logo dedcnova

logo sc sdc




Governo vai destinar recursos para a nova Barragem de Botuverá

Durante reunião no Palácio da Agronômica, nesta quarta-feira (18), mais um passo foi dado para a construção da Barragem de Botuverá. No encontro, o governador Carlos Moisés confirmou que o Governo de Santa Catarina dará a contrapartida de 25% para a efetivação do Projeto, orçado em aproximadamente R$ 165 milhões. Participaram da reunião prefeitos da Região da Foz do Rio Itajaí, deputados e representantes da sociedade civil organizada.

WhatsApp Image 2019 12 18 at 12.28.18

Reunião realizada no Palácio da Agronômica. Foto: Flavio Jr DC SC.

A Estrutura é classificada como múltiplo uso, com o objetivo de contenção de cheias, captação de água para consumo humano e produção de energia elétrica. A Barragem terá a capacidade de reservar 3,7 milhões de metros cúbicos para fornecimento de água potável e 15,7 milhões em retenção de volume de chuva para a prevenção de cheias. Em função destas características o Projeto foi elencado no Plano Nacional de Recursos Hídricos para 2020.

O convênio entre os governos do Estado e Federal foi proposto pelo Ministério do Desenvolvimento Regional para que a obra fosse incluída no orçamento da União no próximo ano.

"Nós aceitamos porque a obra traz uma série de soluções, como a mitigação de cheias e um reservatório perene de água para abastecer todo o Litoral Norte e a Grande Florianópolis, além da possibilidade de gerar energia elétrica", explicou  o Governador. Os repasses do Estado ocorrerão durante o andamento da obra, que terá um prazo de três a quatro anos para a conclusão. "É notícia boa para terminar o ano, resultado de muita dedicação por parte das nossas equipes da Defesa Civil, Secretaria de Estado da Fazenda e dos prefeitos da região", destacou Carlos Moisés.

Segundo o Chefe da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, não existem problemas ambientais e as adequações necessárias já estão sendo preparadas. “O projeto faz parte das ações apontadas pela Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) que realizou o estudo e apontou as ações necessárias para o combate às enchentes no Vale do Rio Itajaí”, ressaltou. "Além de prevenir cheias e fornecer água para a população, a Barragem também vai impulsionar o Turismo com a exploração do lago que será formado.  O próximo passo é firmar convênio com o Governo Federal, e depois disso poderemos licitar a obra ", Comentou João Batista.

Já a secretária adjunta da Fazenda, Michele Roncálio, apontou a relevância de destinar recursos à barragem. "É uma obra importante para trazer mais desenvolvimento. Este é um investimento que estamos fazendo não só para a região, mas para todo o estado", frisou.


© 2012 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |