Defesa Civil acompanha formação de tempestade subtropical Yakecan

 

A Defesa Civil de Santa Catarina segue acompanhando a formação e o deslocamento da tempestade subtropical Yakecan entre a costa do RS e SC.

As equipes de monitoramento seguem acompanhando em tempo real o fenômeno. Na tarde desta terça-feira, os ventos atingiram velocidade superior a 75km/h no estado: em Urupema as rajadas chegaram aos 75.3km/h, em Siderópolis 65,8 km/h e em Rancho Queimado, 62,1 km/h (veja tabela completa abaixo).

De acordo com a Defesa Civil, até a noite de quarta-feira (18), o sistema pode se intensificar e ganhar características de Tempestade Tropical trazendo ventos sustentados de 75 km/h.

Em Santa Catarina, a previsão é que os ventos intensos e persistentes comecem a ganhar força na noite de terça-feira, especialmente entre o Meio-Oeste e o Litoral catarinense. Entre a noite de terça (17) e a manhã de quarta (18) podem atingir rajadas de vento acima de 100 km/h nos pontos mais altos da serra e valores entre 60 e 90 km/h nos Planaltos e Litoral.

Além disso, o ciclone favorece a condição de mar agitado a grosso e traz risco para ressaca e alagamentos costeiros em todo litoral catarinense. Esta condição ainda deve ser agravada pela combinação da maré de sizígia, provocada pela lua cheia. O risco é elevado para embarcações em todo o litoral catarinense.

“Seguimos acompanhando, por meio de nossa equipe, a evolução do sistema e solicitamos que a comunidade acompanhem os nossos avisos meteorológicos emitidos pelo SMS e redes sociais”, disse o secretário chefe da Defesa Civil, David Busarello.

Avisos meteorológicos apontam as condições marítimas, incluindo ressaca e alagamentos costeiros, também foram disparados pela Defesa Civil. Os avisos podem ser acessados pelo link.