Defesa Civil apresenta estratégias e ações em Blumenau

Nesta quarta-feira (03) a Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC) realizou na Associação Comercial Industrial de Blumenau (ACIB) a prestação de contas das ações realizadas pela Instituição, em especial no Vale do Itajaí. Participaram do encontro o presidente da ACIB, Avelino Lombardi, e o chefe da DCSC, Aldo Baptista Neto.

A conversa teve início em torno da estruturação montada para as ações de combate ao coronavírus. “A pandemia expôs a complexidade do planejamento para a resposta em situações de desastre biológico”, comentou Neto. Segundo ele, dentro desse planejamento estão a prevenção, atendimentos as pessoas contaminadas, criação de leitos de terapia intensiva e agora a vacinação. Em seguida, ele comentou sobre a continuação dos projetos de mitigação de cheias, como as barragens que estão em fase de licitação ou análise ambiental, e os avanços no processo de reforma e estadualização da Barragem de José Boiteux que atualmente pode ser operada. Também foi exposta a estrutura de monitoramento meteorológico e alerta. “Trabalhamos com uma lógica na DCSC para melhor atender os catarinenses e oferecer uma resposta rápida para a população” ressaltou.

Reunião com a presidência da ACIB. Foto: Flávio jr.

Atualmente na DCSC atuam diretorias de gestão de Risco, de Desastre e de Educação, além da Coordenadoria de Monitoramento e Alerta que realiza o acompanhamento meteorológico de Santa Catarina 24 horas por dia. Para oferecer uma resposta mais rápida para as pessoas atingidas por eventos extremos a DCSC possui atas de registro de preço para itens de assistência humanitária e reconstrução que vão desde colchões, kits de higiene, cestas básicas e até kits de transposição (pontes).

A DCSC conta ainda com 20 sedes regionais, os centros integrados de gerenciamento de risco e desasrtes (CIGERD Regional), e uma sede estadual em Florianópolis (CIGERD Estadual). Todos os CIGERDs possuem estrutura para manter o funcionamento nas situações mais extremas garantindo a operacionalidade com geração de energia própria e capacidade de comunicação. Esta lógica possibilita que a instituição esteja presente na realidade dos municípios catarinenses apoiando a resiliência através de ações de prevenção e resposta.

O Chefe da DCSC resaltou que a Defesa Civil busca levar as informações até as pessoas. “Fornecendo dados confiáveis até a população possibilitamos que os cidadãos tenham o poder de decisão e assim intensificamos a percepção de risco e o sentido de autoproteção”, explicou Aldo Neto. Para ele, a mudança comportamental é um grande desafio e agora a autoproteção deve ser trabalhada junto com a população.

Ao final da reunião o Presidente da ACIB comentou que acha que a Defesa Civil Estadual é extremamente confiável. “Eu confio nas informações e ações da DCSC, é o órgão que tem a informação correta e acredito que a frente desta pasta deve estar uma pessoa com alto conhecimento técnico”, reforçou Lombardi.