Defesa Civil emitiu mais de 20 alertas sobre temporais na madrugada desta quinta

A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu mais de 20 alertas de temporais durante a madrugada desta quinta-feira (24).

Na última quarta, a DCSC elevou o alerta para nível de atenção devido à possibilidade de temporais e alagamentos no Estado pelos próximos dois dias.

Ao longo da madrugada e manhã, a operação meteorológica da Defesa Civil de Santa Catarina emitiu Alertas Meteorológicos de Curtíssimo prazo (nowcasting) quanto aos riscos dos temporais associados aos núcleos convectivos que se desenvolveram, principalmente, entre o Extremo Oeste, Oeste, Meio Oeste e Planalto Sul. Foram emitidos o total de 24 alertas, sendo 7 de Observação (risco moderado), 9 em nível de Atenção (risco alto) e 8 em nível de Alerta.

Até o início da tarde desta quinta-feira, foram relatados danos e ocorrências nas regionais de São Miguel do Oeste Campos Novos, Xanxerê, Lages e Curitibanos.

“As equipes das coordenações regionais da DC estão acompanhando a situação das chuvas no Estado neste a madrugada”, afirmou o Secretário Chefe da Defesa Civil, David Busarello.

Diversos municípios do Extremo Oeste, Oeste, Meio Oeste e Planalto Sul foram afetados pela atuação dos temporais, em grande parte associados às intensas rajadas de vento, que provocaram danos como destelhamentos, quedas de muro, árvores e de fornecimento de energia elétrica. Ainda, também associado a chuva intensa e vendavais, ocorreram danos em tubulações, rompimento de açudes e transbordamento de rios.

O relatório produzido pela Diretoria de Gestão de Riscos da DCSC aponta que existe a atuação de um “Derecho” (extensa Linha de Instabilidade), onde os rastros de danos podem superar 400km e são associados às fortes rajadas de vento, precipitação intensa, descargas atmosféricas (raios) e eventual queda de granizo.

“Nossa equipe de monitoramento atua 24 horas por dia, sete dias por semana. Por isso é muito importante que o cidadão se cadastre em nosso sistema de SMS para receber os alertas meteorológicos sobre possíveis eventos climáticos”, afirmou David Busarello.